Policiais da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Irecê) e da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação do Departamento de Polícia do Interior (Cati/Depin) da Sede e da Chapada cumpriram, nesta quinta-feira (30), dois mandados de prisão temporária contra um homem e uma mulher. A dupla é suspeita de envolvimento na morte do médico Júlio César de Queiroz Teixeira, no município de Barra, no último dia 23.

De acordo com as investigações da Coorpin e da Delegacia Territorial de Barra, as duas pessoas agiram como ‘olheiros’ para os executores do crime. A função da dupla, ainda segundo as informações da Coordenadoria Regional, era a de informar o momento da chegada do médico na clínica e a sua entrada no consultório.

Durante interrogatório, os dois suspeitos admitiram que estavam na clínica para informar os passos de Júlio César. Um deles, segundo a Coorpin/Irecê, confessou que enviou uma mensagem pelo celular para o mandante do crime, avisando que o médico já estava no consultório.

O mandante do crime está foragido e continua sendo procurado pela Polícia Civil da Bahia.

Sobre o Autor

Redação

Site de Notícias de Saúde,10 anos levando informações locais regionais .

Ver todos os Artigos