Sesab acata recomendação e pede suspensão imediata da AstraZeneca em grávidas na Bahia


A Secretaria estadual da Saúde acatou a recomendação da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) e pediu a suspensão imediata da aplicação da vacina Astrazeneca em gestantes na Bahia.

A solicitação da Anvisa aconteceu na noite da última segunda-feira (10), após a confirmação que uma grávida morreu no Rio de Janeiro, com trombose, após a aplicação do imunizante. A vacinação em grávidas com os imunizantes Coronavac e Pfizer continuam liberados.

Em Salvador, a vacinação em gestantes começou há cinco dias. Procurada pelo Metro1, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que já acatou a medida e não vai aplicar o imunizante nas gestantes. A pasta tenta agora contabilizar se houve grávidas imunizadas com a Astrazeneca na capital baiana.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0