Familiares e amigos do vereador Pablo Campos, assassinado no município de Andorinha, realizam manifestação pedindo justiça para o crime


Nessa terça-feira (11) familiares e amigos de Pablo Campos Alves, brutalmente assassinado no último dia 20 de abril, no município de Andorinha (BA), realizaram uma manifestação, na Praça de Eventos da cidade, pedindo que o Estado da Bahia ofereça suporte à Polícia Civil para elucidação do crime que chocou a região.

O coordenador Dr Felipe Neri e o Dr Atílio Tércio, delegado de Andorinha, juntamente com toda a equipe, vem fazendo um bom trabalho, mas sentimos que eles precisam de mais apoio da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia para intensificar as investigações e chegarem até o autor ou atores do assassinato. Foi um crime brutal, que ocorreu em sua própria casa, encerrando sua vida e deixando nossa família dilacerada. Clamamos por justiça”, disse ao PNB, Tatiane Novaes, prima da vítima.

Pablo Campos, eleito vereador de Andorinha pelo PP, nas últimas eleições, estava no seu primeiro mandato e também já tinha exercido o cargo de Secretário Municipal de Saúde.


Ele foi morto a tiros por três homens que chegaram até sua residência, na Fazenda de Alves, povoado de Bananeiras, em um veículo Celta preto. Os criminosos fizeram vários disparos contra o vereador, que estava com a namorada e a filha dela no momento do crime, de acordo com a Polícia Civil.

O vereador foi atingido na cabeça. Vinte e um dias após o assassinato, não se sabe a autoria e a motivação do crime, que está sendo investigado pela 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Senhor do Bonfim).

Segundo informações obtidas pelo PNB, suspeitou-se, inicialmente, de latrocínio, roubo seguido de morte, mas, no decorrer das investigações, apareceram indícios de homicídio.

“Nós estamos vendo as autoridades municipais trabalharem, mas sei que precisam de mais apoio. É isso que pedimos, que o estado apoie essa ação e que Pablo Campos não seja mais um na estatística. Queremos justiça para quem sabe trazer um pouco de paz para nossa família”, afirmou Tatiane Novaes.

A manifestação de hoje mobilizou a cidade de Andorinha e contou com a participação de familiares da vítima, vereadores, amigos e funcionários da Secretaria de Saúde Municipal, além do Prefeito de Andorinha, Renato Brandão e do Vice Prefeito José Vitor Soares.

Na ocasião do crime, a Prefeitura de Andorinha decretou luto oficial de três dias pela morte de Pablo da Saúde, como era conhecido na cidade.

“Um homem que em tão pouco tempo de vida fez grande história no município de Andorinha”, dizia a nota publicada no perfil da prefeitura no Instagram.

Do site Preto no Branco


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0