Associação discorda do ‘volta às aulas já’ e pede imunização completa dos professores


O presidente do Sindicato dos Professores da Bahia (APLB), Rui Oliveira, comemorou a inclusão da categoria no plano de imunização estadual, mas continua defendendo que as aulas presenciais sejam retomadas apenas quando todos os profissionais forem imunizados.

A opinião de Rui é completamente oposta ao que defende Larissa Sadigursky, que prega abertamente o retorno presencial das escolas já nos próximos dias.

De acordo com Oliveira, o sindicato organizou uma pesquisa com 1.300 profissionais de educação, dos quais 97% garantiram que só vão retornar às escolas após receberem a vacina contra a Covid-19. Ele afirmou ainda que cerca de 127 profissionais de educação pública morreram por Covid-19 na Bahia.

O presidente da APLB afirmou, no entanto, que a associação está preocupada com a precarização do ensino remoto no estado. O assunto será discutido nesta sexta-feira (16) em audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT).


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0