Cáem: ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e ChiKungunya


É sabido que o Coronavírus se tornou e segue sendo o atual desafio mundial. Tem recebido a atenção global por se tratar de uma pandemia ainda sem vacina e que depende da cooperação de todos/todas. Mas sabemos que existem outros desafios que também precisam da atenção e cooperação da população para que não se alastre e tome proporções maiores. O município de Caém enfrentou, em 2019, um assustador crescimento nos casos de dengue, superlotando as unidades de saúde do município e para evitar que isso aconteça novamente, a equipe de Vigilância em Saúde, através dos Agentes de Endemias segue trabalhando, segue realizando visita domiciliar a fim de conscientizar a população sobre acabar com os possíveis focos do mosquito transmissor da Dengue, Zika e ChiKungunya.Em função dos resultados apresentados no último Levantamento de Índice Rápido – LIRa 2020 no qual 5% dos imóveis do município apresentam focos do mosquito Aedes Aegypti, a Secretaria Municipal de Saúde alerta a toda a população para a possibilidade de surto das arboviroses ( Dengue, Zika e Chicungunia). Neste sentido as pessoas devem evitar o acúmulo de água em recipientes, manter bem tampado tonéis, caixas d’água e barris, lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenamento de água, acondicionar pneus em locais cobertos e realize manutenção de piscinas e outros recipientes.É de suma importância que a comunidade faça sua parte, cuide e extermine os focos, garrafas vazias, tampinhas de variados tipos e formatos, pneus… Qualquer objeto que armazene água é um potencial criadouro do mosquito transmissor da Dengue, Zika e ChiKungunya e pode ser evitado com cuidado, atenção e compromisso com a saúde coletiva. Essa luta é de todos e todas nós, faça sua parte.Valorize e respeite seu agente de endemias, ele está na linha de frente por você.PREFEITURA DE CAÉM JUNTOS FAREMOS MAISASCOM


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0