Valente.Em plena pandemia, vereador de interior baiano entra na Justiça para aumentar salário


Nem mesmo a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), impediu o vereador Romilson Cedraz Mascarenhas (DEM), de tentar aumentar o salário dos vereadores de Valente, município localizada a 246 km de Salvador.
A juíza citou em seu despacho o art. 7º, §2º. da Lei do Mandado de Segurança, Lei nº 12016/2009, em que afirma que “não será concedida medida liminar que tenha por objeto (…) concessão de aumento ou a extensão de vantagens ou pagamento de qualquer natureza.”Romilson Mascarenhas tem oito mandatos na Câmara local (32 anos) e é do grupo político do ex-prefeito Ubaldino Amaral de Oliveira (DEM) que teve seu mandato cassado, em junho de 2012, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por gastos ilícitos durante a campanha eleitoral em 2008, quando ele venceu as eleições. Ubaldino Amaral foi afastado por doação de camisas. Ele comprou e distribuiu 5 mil camisas durante as eleições de 2008. VNoticias


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

1