MP pede abertura de inquérito para investigar empresário que viajou para Bahia com coronavírus


Rui Costa determinou que a PGE processe o empresário

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu que fosse instaurado um inquérito policial para investigar a conduta do empresário Cláudio Henrique do Vale Vieira, suspeito de ignorar as recomendações de isolamento e viajar de São Paulo para o distrito de Trancoso, na cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia. A solicitação foi feita na quarta-feira (18).

Conforme o MP, o requerimento foi enviado para o titular da Delegacia de Porto Seguro, Valfredo Lima Neto. Neste pedido, o órgão quer que sejam identificados e ouvidos funcionários, médicos, agentes de vigilância epidemiológica, piloto, co-piloto e outras pessoas que tenham tido contato com Cláudio.

Na terça (17), o governador Rui Costa (PT) determinou que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) processe o empresário. O requerimento enviado pelo MP foi criado a partir da representação da PGE.

O exame que testou positivo para coronavírus em Cláudio teria sido realizado no Hospital Albert Einstein, em 11 de março. De acordo com o MP, ele teria viajado de São Paulo para Trancoso, no dia seguinte, em uma aeronave particular, com outras 15 pessoas, incluindo a esposa e filha. No distrito, ele não teria cumprido as normas de isolamento. Duas pessoas que estiveram com ele testaram positivo para o Covid-19.

O empresário negou que soubesse da doença antes de viajar para a Bahia. O advogado dele ainda afirmou que Cláudio fez isolamento na residência dele, sob supervisão médica e que o quadro atual é assintomático. Vnoticias


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0