Delator relata esquema milionário de propina envolvendo ex-governador da Paraíba


O empresário Daniel Gomes relatou que superfaturava contratos e pagava 10% do valor em propinas ao ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB).

Trechos do depoimento do executivo, feito a investigadores do Ministério Público, foram revelados ontem (22) no Fantástico, da TV Globo.

Daniel tinha convênios com o governo na área da Saúde por meio de duas entidades privadas sem fins lucrativos. O esquema de pagamento de propinas foi desarticulado na Operação Calvário. O empresário foi preso em dezembro do ano passado, no entanto, fez delação premiada e agora responde em liberdade.

O empresário afirma aos investigadores que os repasses foram negociados com Ricardo Coutinho desde 2010 e que o esquema ilegal teria continuado com o atual governador João Azevêdo (sem partido). “O Ricardo era o líder, indiscutivelmente”, diz Daniel.

À reportagem da Rede Globo, o governo da Paraíba informou que “nunca houve acerto para manutenção da prestação de serviço na saúde, que o governador João Azevêdo não compactua com qualquer ato irregular que tenha sido praticado anteriormente e muito menos se envolve com atos que não sejam de moralidade administrativa”.

Já a defesa de Ricardo Coutinho declarou que “não se pode concluir que numa conversa gravada há tantos anos, por exemplo, implique necessariamente num ato de corrupção. Até porque são valores estratosféricos. O ex-governador não tem patrimônio”.

O ex-governador foi preso na última quinta-feira (19), mas deixou o presídio na noite de sábado (21), depois de ter habeas corpus concedido pelo ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0