A Procuradoria-Geral da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) deferiu o pedido de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Coelba. A decisão foi publicada na edição desta quinta-feira (18) do Diário Oficial do Legislativo.


No documento, a Procuradoria destaca que o pedido da CPI se dá por conta das elevadas tarifas cobradas, ausência de transparência, má qualidade de prestação de serviço e elevado índice de satisfação dos clientes. A Procuradoria também ressaltou que a instalação da Comissão não dependeria da assinatura da maioria dos deputados estaduais.


A CPI é uma iniciativa do deputado estadual Tum (PSC). No pedido de abertura de investigações, o parlamentar alega que a Coelba não tem prestado um bom serviço à Bahia e, apesar disso, obteve um lucro líquido de R$ 10 bilhões no primeiro quadrimestre do ano

Sobre o Autor

Redação

Site de Notícias de Saúde,10 anos levando informações locais regionais .

Ver todos os Artigos