O Ministério da Infraestrutura informou, por volta das 7h desta segunda-feira (1º), que não havia nenhum bloqueio de rodovia, parcial ou total, diante da greve anunciada pelos caminhoneiros.

Segundo a pasta, as tentativas de bloqueio estão sendo dispersadas pela Polícia Rodoviária Federal. Uma dessas aglomerações aconteceu no Porto de Capuaba (ES). O ministério diz que as operações estão normais no Porto de Santos (SP).

Existem ao menos 29 liminares na Justiça contra bloqueio de rodovias, refinarias e portos contemplando 20 estados.

No domingo (31), entidades de representação dos caminhoneiros haviam mantido o chamado para a greve marcada para esta segunda-feira. A principal queixa é contra o aumento do diesel, que já subiu mais de 34% nos últimos 12 meses, segundo o IPCA-15.

Por isso, os caminhoneiros pedem o fim da política de preços da Petrobras, que reajusta o valor dos combustíveis de acordo com o custo do petróleo no mercado internacional e com o dólar.

“Estou buscando apoio de outros segmentos para fortalecer a nossa luta, para que o governo tenha sensibilidade e retire o PPI (preço paridade de importação). Peço apoio aos irmãos caminhoneiros. Você que não está aguentando essa situação, vamos cruzar os braços”, diz em vídeo Wallace Landim, conhecido como Chorão, presidente da Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores).

Sobre o Autor

Redação

Site de Notícias de Saúde,10 anos levando informações locais regionais .

Ver todos os Artigos