O senador Jaques Wagner (PT) apresentou, nesta sexta-feira (1), projeto que determina que, até dezembro de 2021, fica proibida a suspensão do fornecimento de energia por falta de pagamento. A norma valerá para residências de baixa renda, unidades hospitalares, centros de produção e armazenamento de vacinas e para locais que não recebem a fatura impressa e não haja instituições financeiras ou lotéricas.

A medida acontece após a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciar que voltará a aplicar o corte de energia por inadimplência para as famílias cadastradas na tarifa social.

“A pandemia do Coronavírus, diante do descaso e da omissão do governo federal, agravou o quadro social e econômico do Brasil”, lamentou Wagner. “Neste contexto atual, não é razoável que a Aneel autorize a retomada da suspensão do fornecimento de energia, por falta de pagamento, dos mais vulneráveis”, completou.

Wagner apontou que já são mais de 20 milhões de brasileiros “sofrendo com o desemprego e o desalento”. “Não podemos esquecer que a pouca renda dos mais pobres está sendo ainda mais sacrificada pela elevadíssima inflação de alimentos. E, em breve, teremos o fim do auxílio emergencial”, reforçou.

Sobre o Autor

Redação

Site de Notícias de Saúde,10 anos levando informações locais regionais .

Ver todos os Artigos