Manifestações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro também estão previstas para acontecer em Salvador

Policiais militares baianos se organizam para participar da manifestação de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no feriado da Independência, na terça-feira (7), em Brasília e também em Salvador.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o governo do estado avalia que o clima é de relativa tranquilidade. Mas há movimentação entre policiais da reserva com pretensões eleitorais e que insuflam a adesão às manifestações. A reportagem citou os deputados estaduais e PMs, Soldado Prisco (PSC) e Capitão Alden (PSL), como incentivadores dos atos. Além da Bahia, outros estados do Nordeste como Ceará, Pernambuco e Alagoas, também geram preocupação.

Ainda segundo o jornal, promotores da Justiça Militar e até juízes têm se movimentado para coibir a presença de PMs da ativa nos atos, reiterando leis e regimentos que impedem manifestações de caráter político-partidário.

Alguns evocam até mesmo as consequências de ações antidemocráticas segundo o Código Penal Militar, que prevê penas de 2 a 8 anos de prisão para crimes como incitação à indisciplina, conspiração e motim. No limite, esses crimes levam ainda à exclusão da PM. Fonte.Bahia.ba

Sobre o Autor

Redação

Site de Notícias de Saúde,10 anos levando informações locais regionais .

Ver todos os Artigos