Governo Bolsonaro gastou apenas 9% da verba emergencial destinada à vacinação contra Covid


Da verba emergencial liberada para compra e desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19, apenas 9% foi utilizada pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido) até o momento, o que aponta para um atraso na vacinação no país. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Bolsonaro assinou três medidas provisórias em agosto, setembro e dezembro para liberar créditos extraordinários que somam R$ 24,5 bilhões. No entanto, até a metade de fevereiro, o país gastou só R$ 2,2 bilhões de fato, segundo dados de execução orçamentária da Câmara dos Deputados (atualizados no último dia 10) e do Ministério da Saúde.

Segundo a reportagem, o cálculo não inclui os pagamentos feitos nesta semana pelas doses de Coronavac, do Instituto Butantan, porque o Ministério da Saúde não informou de onde saiu o dinheiro e ainda não há registros do gasto nos sistemas de execução orçamentária consultados pela reportagem.

O Secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, utilizou as redes sociais, na manhã de hoje (13), para alertar que a vacinação no país caminha a passos “muito lentos”. Segundo ele, a população “está sendo enganada pela falsa sensação de uma vacinação arrastada”.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0