Advogado suspeito de matar barbeiro confessa que atirou e diz ter se sentido ameaçado


O advogado José Geraldo Lucas Júnior, suspeito de matar o barbeiro Lucas Souza de Araújo a tiros, em um bar no bairro do Imbuí, no domingo (24), alegou ter atirado na vítima após se sentir ameaçado. A declaração foi dada em depoimento à polícia. No final da manhã de ontem (27), ele se apresentou à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Salvador.

José Geraldo Lucas Júnior e o amigo dele, identificado apenas pelo prenome “Jean”, foram ouvidos durante a tarde e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), onde fizeram exames de corpo de delito.

O advogado foi transferido para a Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter), e o amigo dele, para a carceragem da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR).


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0