Prefeitura de Miguel Calmon impede sepultamento de cidadão morto por Covid-19


O idoso Antônio Menezes de Jesus, 67 anos, natural da comunidade de Tapiranga, no município de Miguel Calmon, faleceu vítima da Covid-19 nesta quinta-feira (17) em um hospital em Salvador. Familiares do idoso tentam fazer o translado do corpo para que ele seja sepultado em seu município de origem.

No entanto, conforme um familiar contou ao Jacobina Notícias, a Prefeitura Miguel Calmon não está permitindo que o corpo do cidadão calmonense seja sepultado na comunidade de Tapiranga. O caso está gerando polêmica na cidade e revolta entre os familiares.
Sobrinho do idoso, Carlos Omar contou ao Jacobina Notícias que não é a primeira vez que algo assim acontece  no município. Segundo ele, a prefeitura impediu o sepultamento de outro calmonense morto por Covid-19. O corpo do tio dele, conforme relatou, está circulando de um local para outro em Salvador.
“Estou indignado com isso. A gente quer enterrar ele lá em Tapiranga de Miguel Calmon, porque ele é natural de lá. Então, a Vigilância Sanitária e a Secretaria de Saúde, da Prefeitura de Miguel Calmon, não querem deixar. Então, estamos aqui tentando resolver, mas eles não querem acordo. É a segunda vez que Caca faz isso no município de Miguel Calmon, impede que uma pessoa daqui que morreu fora seja enterrado na terra que nasceu”, disse.
Fonte: Jacobina Notícias

Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0