Por unanimidade, direção da Câmara decide enviar caso Flordelis para o Conselho de Ética


A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu hoje (28), por unanimidade, encaminhar ao Conselho de Ética o caso da deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo. Ela nega as acusações.

Devido à imunidade parlamentar, Flordelis segue em liberdade, mas tem sido monitorada por uma tornozeleira eletrônica desde o dia 8.

A reunião, realizada na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tinha sido marcada para ontem (27), mas foi adiada para esta quarta.

Os integrantes da Mesa Diretora aprovaram o relatório do corregedor da Câmara, Paulo Bengtson (PTB-BA), que havia recomendado o encaminhamento do caso ao Conselho de Ética. Mesmo com a decisão, o caso não será retomado imediatamente, pois o Conselho de Ética está fechado devido à pandemia do novo coronavírus. Ainda não há data para a retomada dos trabalhos.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos