Operação Offerus: Investigação da PF por fraudes na educação de Ipirá faz dois anos


Nesta sexta-feira (21), completam dois anos que a operação Offerus foi realizada. A Polícia Federal esteve na cidade de Ipirá, durante investigação de suspeitos de envolvimento em um esquema criminoso que desviou dinheiro da educação. Ao total, são investigados mais de R$ 130 milhões, que foram tirados da pasta sem finalidade comprovada.
A Policia Federal aponta fraudes na gestão, e possível envolvimento do atual Prefeito de Ipirá, Marcelo Brandão, do partido Democratas, além do envolvimento do prefeito de Pilão Arcado, Manoel Mangabeira (PP) e outras cidades como Alagoinhas, Casa Nova, Conde e Jequié.<;”>Na época, o atual prefeito foi afastado por 10 dias, junto com investigados de outras cidades da Bahia, mas apenas um empresário foi preso até hoje, por fraude de licitações e pagamento de propina, Alex Ruaro Alves de Oliveira. Indícios apontam que Alex esteve em contato direto com o prefeito de Ipirá, através de trocas de mensagens, fotografias de recibos de depósitos em contas de terceiros e outras provas que estão nos autos da ação.O atual prefeito, que é pré-candidato a reeleição na cidade de Ipirá, continua envolvido em processo de investigação por desvio de verbas e a população de Ipirá está aguardando uma resposta final da Justiça, antes das eleições em novembro para não comprometer o processo.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0