Bolsonaro diz que operação da PF contra aliados é ‘sinal de algo grave acontecendo com a democracia’


O presidente Jair Bolsonaro se manifestou, no fim da noite de ontem (27), sobre os mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal, pela manhã, contra diversos aliados do chefe do Executivo.

“Ver cidadãos de bem terem seus lares invadidos, por exercerem seu direito à liberdade de expressão, é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia”, escreveu o presidente no Twitter.

A operação foi realizada a mando do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no âmbito do inquérito das fake news contra a Corte, e teve como alvo o empresário Luciano Hang, o ex-deputado Roberto Jefferson, o blogueiro Allan dos Santos, entre vários outros.

Também no Twitter, Bolsonaro publicou um vídeo com a seguinte legenda: “A liberdade de expressão, segundo o ministro Alexandre de Moraes”. Na gravação, o membro do STF aparece falando, entre outras coisas, que “quem não quer ser satirizado, não se ofereça para exercer cargos políticos. Querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção estatal na liberdade de expressão é absolutamente inconstitucional”.

Ainda por meio da rede social, o presidente fez uma última declaração sobre o tema. “Estamos trabalhando para que se faça valer o direito à livre expressão em nosso país. Nenhuma violação desse princípio deve ser aceita passivamente!”, dizia o tweet.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

-1
1 Compartilhar, -1 points