Secretário pede ‘confinamento’ de paulistas após informação de transmissão comunitária da Covid-19


Nesta quarta-feira, 18, o Ministério da Saúde informou a secretários estaduais que o Brasil tem transmissão comunitária do coronavírus. A informação foi postada em um grupo no WhatsApp pelo secretário nacional de Vigilância, Wanderson de Oliveira, que pretendia fazer o anúncio ao público nesta quinta, 19.

No entanto, a informação gerou uma discussão e o auxiliar do Ministério da Saúde ficou de avaliar a decisão.

De acordo com informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, foi o primeiro a se manifestar contra a decisão. “São Paulo e Rio estão espalhando para o país todo. Tem que isolar os dois estados. Tem que manter os paulistas confinados”, sugeriu.

No debate, um outro secretário nacional afirmou que o confinamento proposto não era uma ideia técnica. E Vilas-Boas respondeu: “Deixar a doença espalhar é que não é técnico, científico, nem humano. Talvez seja uma estratégia deliberada“.A Tarde


Você gostou? Compartilhe com seus amigos