Coronavírus: Vereador entra com ação para cancelar carnaval


O carnaval de Salvador, maior festa de rua do mundo, é um dos eventos mais esperados no verão da capital baiana. Mas, o vereador Edvaldo Lima (PP) pretende reunir esforços para que a festa não aconteça este ano. O vereador de Feira de Santana protocolou no Ministério Público, na manhã desta quarta-feira (12), uma ação com o intuito de cancelar o carnaval de Salvador devido ao coronavírus.

Apesar do Ministério de Saúde confirmar que o Brasil ainda não conta com nenhum caso da doença, Paulo afirmou que a folia pode ser uma “porta de entrada” e reforçou os pedidos ao estado e ao Poder Judiciário nas redes sociais.

“Muitas pessoas foram mortas na China e olhem que lá eles construíram um hospital em 10 dias. Nós não temos condições de construir um hospital em 10 dias. Nós recebemos muitos turistas no Carnaval e não queremos que a festa seja a porta de entrada do coronavírus. Vamos fechar as portas e eu conclamo ao Estado e ao Poder Judiciário que cancele o Carnaval da Bahia deste ano. Não podemos correr esse risco, é um vírus que está destruindo vidas. Estou muito preocupado”, disse.

O vereador aproveitou a oportunidade para rebater as críticas que vem recebendo com a ação. Segundo Paulo, a cidade não pode se expor ao vírus.

“Podem dizer que este vereador é doido, mas sou doido para manter a saúde do baiano, doido para manter a segurança do nosso povo. Não podemos permitir que esta doença cause um grande prejuízo para nosso estado. Peço ao prefeito ACM Neto que cancele o Carnaval, pois estamos conscientes de que essa é a melhor forma de prevenção contra esse vírus”, ressaltou.

Foto: Reprodução/Facebook


Você gostou? Compartilhe com seus amigos