TRE-BA pede segurança em Pilão Arcado após violência durante campanha para eleição suplementar


Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) pediu a intensificação da segurança em Pilão Arcado, onde no próximo dia 2 de fevereiro, ocorre eleição suplementar para prefeito e vice-prefeito.

A solicitação foi feita ontem (13) a diversos órgãos, a exemplo da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) e da Superintendência da Polícia Federal na Bahia, depois do registro de violência na campanha eleitoral, que começou na cidade no dia 3 de janeiro. As denúncias envolvem as duas chapas, do PSDB e do Patriota.

O Patriota tem como candidato o presidente da Câmara, Orgeto Bastos, que assumiu a prefeitura interinamente após decisão que afastou o prefeito eleito em 2016. Já a chapa de oposição é encabeçada por Raimundo Nonato (PSDB).

De acordo com o TRE-BA, em boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Juazeiro, a equipe do candidato Nonato (PSDB) denunciou uma ação violenta durante gravação de programa para campanha eleitoral.

A ação incluiu disparos de arma de fogo e roubo de material. Os autores teriam utilizado o nome do candidato opositor, conforme o boletim de ocorrência.

O pedido do TRE-BA foi feito por meio de ofícios assinados pelo presidente da Corte, desembargador Jatahy Júnior.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos