Conflitos em presídios deixam 40 mortos em Manaus


Quarenta presos foram mortos dentro de cadeias em Manaus ontem (27), de acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária do Amazonas (Seap-AM).

Todas as mortes tinham indício de asfixia e foram motivadas por um racha entre presos que integravam o mesmo grupo ligado ao tráfico de drogas. Conforme a secretaria, a situação foi controlada e os presos estão na “tranca”.

No dia anterior, uma briga entre presos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) já tinha deixado 15 presidiários mortos.

Hoje (28) o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, informou que o governo federal vai oferecer vagas em presídios federais para mandantes de massacres em presídios de Manaus.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0