Antes do massacre de Suzano, atiradores pediram dicas em fórum extremista

Os atiradores Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, que mataram dez pessoas em uma escola em Suzano, ontem (13), usaram uma comunidade extremista na internet para pedir dicas sobre como planejar o ataque e obter armas para o crime.

Imagens obtidas pelo portal R7 retratam tópicos criados pelos atiradores no Dogolachan, um fórum na internet onde usuários violam direitos humanos e estimulam a prática de crimes. Em uma das publicações, Luiz perguntou aos frequentadores quais as melhores formas para matar mais pessoas. Ele também teria entrado em contato com o administrador do fórum para buscar um canal através do qual ele conseguisse adquirir um revólver calibre 22.

Após a tragédia, os usuários do Dogolachan elevaram os dois atiradores ao posto de heróis. Alguns chegaram a lamentar que Guilherme e Luiz não conseguiram “superar” o número de mortos do Massacre de Realengo, cometido por Wellington Menezes de Oliveira, em 2011. Na ocasião, o homem foi responsável pela morte de 12 crianças e após o crime cometeu suicídio. O Dogolachan também está ligado a este crime.

O fórum foi criado em 2013 pelo hacker Marcello Valle Silveira Mello, nome associado a diversas violações de direitos humanos e perseguições a ativistas na Internet. No dia 10 de maio de 2018, ele foi condenado a 41 anos de prisão.

André Araújo

André Luiz Araújo é formado em radialismo, com o Registro Profissional para Radialistas( RPR) 3.572/Ba . Exerce a profissão a mais de 21 anos , onde mantem o Blog Espaço Aberto.Net ,9 anos levando noticias locais e regionais , sendo uns dos sites mais bem acessados de Saúde e região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *