Pindobaçu: população não aprova e Hélio Palmeira admite: “não vou mexer com a taxa de lixo”

O prefeito de Pindobaçu, Hélio Palmeira concedeu entrevista à Rádio Paiaiá FM no jornalístico “Espaço Livre”nesta quarta-feira (27), entre outros assuntos, o gestor explanou sobre a taxa de lixo, um projeto que havia sido aprovado na Câmara de Vereadores, cobrava uma taxa dos moradores para recolher o lixo, tal projeto foi tema de discussões e resolva por parte da população.

Na entrevista, o prefeito elogiou os vereadores que votaram pela aprovação do projeto, reconhecendo que se trata de algo impopular. “Eu queria dar os parabéns e elogiar os vereadores que votaram na taxa de lixo, o Geninho, o Eri, o Ró, que foram realmente conscientes, que é uma taxa impopular, não é só em Pindobaçu, em todos os locais é impopular, qualquer coisa que venha mexer no bolso do cidadão é impopular”.
O gestor afirmou que a arrecadação tinha o objetivo de solucionar o destino final do lixo, problema que municípios da região enfrentam. “Nós discutimos muito lá e fizemos assim uma base pra gente resolver, vamos instituir uma taxa de lixo colocamos um valor, depois achamos por bem de colocar de R$5 para R$4. Fizemos as contas e arrecadaríamos R$30 mil no mês, em vinte e quatro meses daria quase R$ 700 mil que a gente ia tentar solucionar o destino final do lixo”.
Hélio reconheceu que houve discordância da população e admitiu que não irá dar continuidade ao projeto. “Infelizmente houve a discordância pessoal fez o movimento, não em rua, que eu não vi a população inteira se manifestar, eu vi um pessoal de whatsapp, mas de qualquer maneira eu concordei, não vou mexer com a taxa de lixo”. Webinterativa

André Araújo

André Luiz Araújo é formado em radialismo, com o Registro Profissional 9 para Radialistas( RPR) 3.572/Ba . Exerce a profissão a mais de 21 anos , onde mantem o Blog Espaço Aberto.Net ,9 anos levando noticias locais e regionais , sendo uns dos sites mais bem acessados de Saúde e região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *