Homem armado invade igreja católica ,mata quatro e depois se mata

Um homem invadiu a Catedral Metropolitana de Campinas, em São Paulo, durante uma missa, matou quatro pessoas e depois se suicidou. Mais três pessoas ainda foram feridas.

De acordo com os Bombeiros, o homem entrou na catedral com uma pistola e um revólver calibre 38. Ele atirou nas pessoas presentes e depois foi até a frente do altar e tirou a própria vida.

“Nove vítimas no total, cinco óbitos aqui e quatro vítimas socorridas pelas viaturas. As vítimas não foram identificadas ainda. Socorremos quem poderia ser socorrido e investimos em quem nós achamos que poderia retornar do quadro grave […] O que chegou para a gente é que as pessoas estão estáveis nos hospitais. Não temos informação sobre motivação e sobre quem são as vítimas”, explica o bombeiro Alexandre Monteiro.

Na hora do ataque houve corre-corre no centro da cidade, principalmente na rua 13 de Maio, uma das mais movimentadas do comércio local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu os feridos para hospitais da cidade. Uma mulher de 65 anos teve ferimentos na região da cervical e foi levada ao Hospital Mário Gatti. Outra, de 40 anos, foi levada para o Hospital das Clínicas da Unicamp. Uma terceira vítima, em estado grave, foi socorrida para uma unidade que não foi divulgada.

“A maioria idosos, pessoas inocentes, e ele [suspeito] acabou disparando contra todas essas pessoas. A cena é desesperadora, uma tragédia muito grande”, afirma o guarda Alexande Moraes.

Uma funcionária da catedral, Terezinha Pereira dos Reis, contou ao R7 que os tiros foram no final de uma missa. “Estava saindo apara almoçar e escutei muitos tiros”, conta. “O pessoal estava cantando e algumas pessoas ainda estavam dentro da catedral”, acrescenta. A Arquidiocese de Campinas divulgou uma nota lamentando o crime. “A Catedral segue fechada para atendimento das vítimas e a investigação da Polícia. Assim que dispusermos de mais informações, as disponibilizaremos. Contamos com as orações de todos neste momento de profunda dor”.
O guarda municipal Alexandre Moraes diz que chegou ao suspeito ainda com vida, mas que ele logo morreu. “A visão que eu tive é a de que era uma pessoa ensandecida e que resolveu tirar a vida de outras pessoas, inocentes. Cheguei e ele estava praticamente morto”, contou ao Uol.
O secretário de Segurança Pública de Campinas, Luiz Augusto Baggio, disse que o homem já chegou disparando.

“A intenção era atirar. Ele já atirou ‘fatalizando’ as pessoas. Não tinha nenhum motivo específico que não fosse a loucura dele”, acredita Baggio.

Na hora dos disparos, houve relatos de um roubo a banco no centro de Campinas – aparentemente, se tratou de uma confusão por conta dos tiros. Várias viaturas foram mobilizadas pela polícia para cercar a região.
Em entrevista à rádio Bandeirantes, o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB) disse que deve decretar luto de três dias.
Fonte: Correio 24h

André Araújo

André Luiz Araújo é formado em radialismo, com o Registro Profissional para Radialistas( RPR) 3.572/Ba . Exerce a profissão a mais de 21 anos , onde mantem o Blog Espaço Aberto.Net ,9 anos levando noticias locais e regionais , sendo uns dos sites mais bem acessados de Saúde e região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *