Saúde.Sessão da câmara foi suspensa após presidente impedir que advogado fizesse uso da tribuna


O que poderia ser uma sessão normal, como acontece todas ás segunda-feira, na câmara de vereadores em Saúde, terminou de uma forma não cordial quando o Advogado Lucimário Queiroz teria solicitado espaço na tribuna , sendo negado pelo Presidente Antônio Lopes .Nas redes sócias o Bacharel de direito postou:

A Câmara de Vereadores de Saúde nesta segunda-feira (19) foi palco de lamentável e preocupante situação: o cidadão foi impedido pelo presidente do Poder Legislativo (senhor Antônio Lopes) de exercer o seu direito legal da livre e cordial manifestação.
“O cidadão” é o saudense Lucimário Queiroz (advogado) que em sessão anterior havia sido citado em pronunciamento do procurador jurídico da Casa Legislativa Municipal.
De acordo com o Artigo 208 do Regimento Interno, inscreveu-se para o uso da tribuna que outrora já havia sido negado, mas diante das circunstancias acreditou no bom senso do Presidente respeitando tanto o direito do cidadão quanto as prerrogativas de advogado – fiscalizador da justiça. Ledo engano, no momento previsto aos oradores devidamente inscritos, sobrepôs o autoritarismo e o abuso do poder do atual presidente, o Sr. Antônio Lopes, provocando a inquietação do Dr. Lucimário que se manifestou do próprio plenário para reivindicar o direito de falar, sendo truculentamente interrompido e ameaçado de ser expulso da Câmara Municipal inclusive sob força policial.
Decepcionado com a postura do Vereador Presidente, especialmente pelo nítido despreparo para conduzir a Casa Legislativa por infringir de maneira banal o primeiro livro do legislador, o Regimento Interno, ficou demonstrada sua incapacidade de gerir a “CASA DO POVO”.
Assim, em protesto a ditadura do legislativo saudense, convidou os presentes na sessão, vereadores e plenário presente, para que todos se retirassem do prédio, como forma de repúdio aqueles abusos, sendo acompanhado pelos vereadores Marivaldo, Andreia, Fabinho, Claudiano e Amanda e outros populares que presenciaram esse triste episódio da história de Saúde. Com a evacuação, tornou-se impossível a continuidade da sessão por falta de quórum, encerrando a sessão precocemente pelo então Presidente Antônio Lopes.

Ass: Dr. Lucimário Queiroz ( advogado e cidadão saudense)


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0