Haddad vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro


O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, virou réu hoje (19) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, após o juiz Leonardo Barreiros, da 5ª Vara Criminal da Barra Funda, aceitar a denúncia do promotor Marcelo Mendroni, do Grupo Especial de Delitos Econômicos.

De acordo com o Ministério Público do Estado, entre abril e maio de 2013, o petista teria solicitado R$ 3 milhões da empreiteira UTC Engenharia por meio do tesoureiro nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), João Vaccari Neto.

A quantia teria sido usada para supostamente quitar dívidas de campanha com a gráfica de Francisco Carlos de Souza, o ‘Chicão Gordo’, ex-deputado estadual da sigla.

A denúncia foi embasada por delações feitas na Operação Lava Jato. Haddad também foi denunciado por formação de quadrilha, mas este trecho da acusação não foi aceito pela Justiça.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0