PF investiga eleitor que usou arma para votar em Bolsonaro

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (10) três ações simultâneas para investigar crimes relacionados ao primeiro turno das eleições de 2018. As informações foram divulgadas pela TV Globo. As ações da PF têm como objetivo aprofundar investigações sobre vídeos que circularam recentemente em redes sociais. Um deles mostra um eleitor digitando os números do candidato Jair Bolsonaro (PSL) na urna eletrônica com uma pistola. Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão no Paraná. A PF também desencadeou ações em São Paulo e Sergipe.

Ainda segundo a reportagem, a PF investiga supostos crimes de violação de sigilo do voto e porte ilegal de arma no Paraná, enquanto que em Sergipe e São Paulo, as investigações envolvem suposta incitação de crime contra candidatos.

De acordo com a Justiça Eleitoral, é ilegal fotografar a urna eletrônica no momento do voto. “Fica vedado portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras dentro da cabina de votação”. A prática também pode ser interpretada como boca de urna, crime que pode levar a uma punição de seis meses a um ano de detenção, além de multa de R$ 5 mil a R$ 15 mil.

André Araujo

André Luiz Araújo é formado em radialismo . Exerce a profissão há 20 anos , onde mantem o Blog Espaço Aberto.Net ,8 anos levando noticias locais e regionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *