Tribunal rejeitou pedido de Lula para que ele pudesse votar da cela

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná rejeitou o pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para votar nas eleições, enquanto estiver preso na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

Segundo o jornal O Globo, o desembargador Luiz Taro Oyama argumentou que para um detento votar é preciso que tenha no mínimo 20 eleitores aptos em estabelecimentos penais.

O magistrado disse que foi feita uma consulta na Superintendência da PF e que não foi possível chegar ao número mínimo. Oyama afirma que seria inviável a instalação de uma seção eleitoral com “apenas um eleitor”.

Pela lei, só podem votar presos cuja condenação ainda não transitou em julgado. M 1

André Araujo

André Luiz Araújo é formado em radialismo . Exerce a profissão há 20 anos , onde mantem o Blog Espaço Aberto.Net ,8 anos levando noticias locais e regionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *