Temer vai ao Supremo contra prisão em segunda instância


Presidente é chamado a se manifestar porque é ele quem sanciona as leis

O presidente Michel Temer (MDB) vai se manifestar no Supremo Tribunal Federal contra a prisão em segunda instância, conforme a Coluna do Estadão.

De acordo com a publicação, o chefe do Palácio do Planalto já havia se posicionado no sentido de que a prisão deve ocorrer somente após esgotados todos os recursos em outra ação que tramita na Corte.

Temer é chamado a se manifestar porque é ele quem sanciona as leis. A Câmara dos Deputados e o Senado, que elaboram as normas, também serão ouvidos pelo STF. A ação sobre o tema foi movida pelo PCdoB.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0