Moro cita bunker em evento: ‘Famoso apartamento dos R$ 51 mi’


O juiz Sérgio Moro realizou um balanço da operação Lava Jato na manhã desta quinta-feira (23) em Salvador durante evento promovido pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e não deixou de fora casos chamados por ele como “derivações” das linhas de investigação que nasceram com a descoberta de fraudes na Petrobras.

Para o magistrado, que foi chamado mais cedo de “maior expoente” do combate à corrução no Brasil pelo prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), a apreensão dos R$ 51 milhões em um bunker atribuído ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (preso na Papuda), o irmão dele, deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), além da mãe, D. Marluce, é um dos exemplos de descoberta de “ramificações inesperadas” da Lava Jato.

“Por exemplo, no estado da Bahia o famoso apartamento dos R$ 51 milhões, um trabalho digno de todos os elogios à Polícia Federal de Salvador por ter encontrado esse apartamento”, citou ao também exaltar o trabalho do colega Vallisney de Souza Oliveira, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, responsável pelo caso.


Você gostou? Compartilhe com seus amigos

0