Três aliados do governador Rui Costa,podem ficar inelegível devido a lei da ficha limpa

Três candidatos a deputado federal considerados fortes da base do governador da Bahia, Rui Costa (PT), podem ficar de fora da disputa eleitoral de 2018. O motivo é que integrantes da própria base petista dizem que eles estão inelegíveis e, com a promessa de maior rigor nas eleições deste ano, devem ser barrados. Os nomes apontados são o do deputado federal Luiz Caetano (PT), do ex-prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho (PCdoB) e da ex-presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) Maria Quitéria.

Os dois primeiros seriam barrados pela Lei da Ficha Limpa por serem condenados em segunda instância. Pela legislação, eles são considerados fichas-sujas e não podem conseguir o registro de candidatura. Até mesmo a possibilidade de conseguir o registro por meio de liminar é considerada remota pelos próprios aliados.

Já Maria Quitéria seria impedida de disputar a eleição por só ter deixado a Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) no último dia 3. Pela legislação eleitoral, dirigentes de organizações bancadas pelo governo devem se afastar do cargo seis meses antes da eleição.

A FLEM, contudo, é uma organização privada sem fins lucrativos, e, pelo argumento de Quitéria, não se encaixa na restrição. Entretanto, a FLEM tem 95% de seu orçamento dependente de contratos com o governo. Assim, seria uma instituição que necessita do governo para sobreviver, o que poderia levar ao impedimento da ex-presidente da UPB. Dos três casos, o de Caetano é considerado o mais delicado. Ele foi condenado em segunda instância por irregularidades na contratação da Fundação Humanidade Amiga (Fhunami), quando era prefeito de Camaçari.

Fonte: G8 News

André Araujo

André Luiz Araújo é formado em radialismo . Exerce a profissão há 20 anos , onde mantem o Blog Espaço Aberto.Net ,8 anos levando noticias locais e regionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *